A luta continua…

A minha luta contra a lesão na panturrilha continua. Tentei voltar no último domingo, na 3ª etapa do Campeonato Santista, pois não estava mais sentindo nenhuma dor. Mas logo no km 2 a panturrilha abriu o bico e estirou novamente. Com muito esforço ainda consegui terminar a prova em 51′ 28”. #LAMENTAVEL

Outro problema sério é que eu, sem correr, fico sem ânimo de fazer dieta e, assim, continuo engordando. Já ganhei 5 kg em 1 mês de lesão.

Bom, agora terei mais 5 semanas para em recuperar. Vou ao médico nesse intervalo e descansarei mais para ver se me curo definitivamente.

Volto com notícias. Orem por mim!

Fotos

(Controle de perda de Peso: 86 kg => 88 kg)

Anúncios

A velha inimiga voltou!!!

É isso mesmo, pessoal, ela voltou: a lesão!
Depois de perder 20 kg e começar a voar nos treinos eu já estava até estranhando o fato de ainda não ter tido nenhuma lesão. E com 5 semanas disponíveis para treinar para a meia maratona do Guarujá, decidi dar uma forçadinha nos treinos. Estava tudo bem, até que na segunda semana, pahhh… a panturrilha abriu o bico no meio das séries de tiros de 400 metros. Vi todo meu planejamento ir por água a baixo. Fiquei arrasado.
Mas melhorei muito rapidamente na semana que antecedeu o Campeonato Santista. Até dei uma trotadinha de 7 km na rua na sexta-feira. Então decidi correr a prova em um ritmo bem mais leve só para pegar a medalha e não perder a vaga. Mas senti novamente a lesão no km 5 e vim praticamente andando o resto da prova, terminando na casa dos 52′.
Bom, agora estou 3 kg mais gordo (por enquanto). Preciso deixar essa panturrilha quieta por uns dias para me recuperar. Está sendo torturante, mas preciso fazer isso.

Volto com notícias. Orem por mim!!!

(Controle de perda de peso: 83 kg => 86 kg)

Fotos

6ª etapa Circuito Riviera

Minha participação na Riviera (último domingo) não foi exatamente o que eu esperava. Estando 6 kg mais magro do que na etapa anterior, eu, sinceramente, esperava chegar no pódio ou ao menos perto disso. Mas fui surpreendido pelo alto nível da prova, que contou com a participação de alguns atletas muito fortes que normalmente não participam. Com isso amarguei o 10º lugar no geral e o 5º lugar na categoria.

Mas não dá para dizer que a corrida foi ruim. Não, muito pelo contrário. Eu gostei muito do meu desempenho, pois não esmoreci nenhum minuto e consegui manter um ritmo forte até o final. Cheguei junto com o seu Portela que nas etapas anteriores estava me colocando mais de 3 minutos de vantagem. Na praia, onde eu normalmente vou mal e perco várias posições, além de não perder eu ainda ganhei 2 posições. Fruto dos longões realizados nas praias do Guarujá com a Equipe Superação. Marquei meus primeiros pontos no geral e subi um pouco no ranking da minha categoria. Fechei a prova de 7.150 metros com o tempo de 29′ 16”, pace de 4’05” / km.

O lado ruim é que eu, mesmo tendo ido muito bem, achei que poderia ter ido melhor… me doado mais. No final da prova encostei e tive reais chances de passar a frente do pelotão, que era formado por uns 5 corredores que chegaram praticamente juntos. Mas eu acabei me conformando com o ritmo do grupo e não quis sprintar no final. Até desacelerei um pouco para não tropeçar em um deles. Com essa remelagem e respeito exagerado eu deixei de sair do 10º para o 6º lugar, perdendo preciosos pontos no circuito. Lição aprendida!

Agora a preparação é total e o foco é todo para a Meia Maratona do Guarujá. Terei 4 semanas para treinar forte. Já comecei a intensificar os treinamentos e estou correndo todos os dias. A musculação também teve suas cargas aumentadas. Serão 3 semanas de treinos fortes e 1 semana e meia de polimento. Vou com tudo! Vou baixar meu tempo. Quero correr abaixo de 1:30 h. Será que dá… rsrs?! É um desafio ousado, mas se depender de força de vontade creio que seja possível. Torçam e orem por mim!

A próxima corrida será a segunda etapa do Campeonato Santista, uma semana antes da meia. Volto com notícias!

Fui!!!

Fotos

(Controle de perda de Peso: 85 kg => 83 kg)

2ª Etapa Circuito Guarujá – De volta ao pódio!!!

Emocionante! Assim eu defino a minha participação na segunda etapa do Circuito Guarujá. Fiz um tempo dentro do esperado, 40’36”. Foi bom, mas eu preguei na volta. Passei com 19’30” os primeiros 5 km e voltei com horríveis 21’06”. Ou seja, poderia ser bem melhor. Seguem minhas parciais (as marcações de km estavam incorretas na minha opinião):

Parciais

Parciais

Mas tive uma boa surpresa; fui o 5º colocado na minha categoria e voltei ao pódio 4 anos depois! Não havia ninguém mais feliz do que eu naquele momento. Ainda estou 10 kg acima do peso da última vez que ganhei um troféu e mesmo assim já começo a colher os frutos do meu esforço. Glória a Deus por isso!

Resumo Guarujá maq 143

Parciais

Bom, isso com certeza me trará ainda mais motivação para treinar mais e mais e seguir melhorando. Assim, muito em breve eu poderei retomar antigos objetivos que forma deixados de lado com o sedentarismo.

O próximo desafio será a 6ª etapa do Circuito Riviera. Volto com notícias.

Orem por mim!

Abraço a todos!!!

Fotos

(Controle de perda de Peso: 86 kg => 85 kg)

Circuito das Praias – Etapa Itanhaém

Fui muito bem na prova de Itanhaém. Completei os 5 km em ótimos 19’33”. Foi a primeira prova com média sub 4′ desde que voltei a correr em fevereiro.
Mas para minha surpresa, ao contrário do que eu imaginava, eu fiquei bem longe do pódio, pois o nível dessa prova foi muito forte. Eu achei que se corresse abaixo de 20 minutos isso seria o suficiente para trazer o primeiro troféu em 4 anos para a casa. Mas os adversários da minha categoria correram na casa dos 18′. Ou seja, ainda tenho que melhorar muito!

Próximo desafio: 2ª Etapa do Circuito 10 km Guarujá. Deus vai na frente!

Até!

(Controle de perda de Peso: 87 kg => 86 kg)

1ª etapa Campeonato santista – Deu pro gasto…

Até que eu fui bem na abertura do Campeonato Santista. Vinha treinando bem e o bom resultado foi uma consequência natural. Eu esperava correr na casa dos 41′ e cheguei até a sonhar com os 40′. Mas mais uma vez fui atrapalhado pelas velhinhas. Essas simpáticas senhoras que chegam muito cedo e ficam mais de uma hora na linha de partida, sem aquecer, só para largar na frente e atrapalhar aqueles que precisam e treinam para fazer um bom tempo e alcançar resultados. Novamente peço que a organização da prova verifique isso pois as provas só computam o tempo bruto e isso nos prejudica bastante. Além disso, pode ser muito perigoso para essas pessoas que são praticamente atropeladas pela avalanche que vem atrás delas assim que soa a buzina de largada.

Quanto à minha prova, até que fui bem. Com esse problema no primeiro km eu me desgastei muito desnecessariamente e passei um pouco lento, com 4′ 05”. Mas consegui manter um bom ritmo sem esmorecer durante o percurso, baixando 3 minutos e meio em relação ao resultado obtido nos 10 km da tribuna, realizado apenas há 1 mês atrás. Abaixo minhas parciais:

Parciais

Parciais

O tempo de 42′ 33” (tempo líquido) ainda pode (e deve) melhorar bastante. Mas voltar a correr o Campeonato Santista depois de 4 anos não tem preço. Depois de bater nos 103 kg eu achei que não fosse mais capaz de fazer isso. Mas com força de vontade e fé em Deus conseguimos ultrapassar barreiras que, na verdade, só existem em nossas mentes.

O próximo desafio será a etapa de Itanhaém do Circuito das Praias. 5 km para sentar a bota!

Volto com notícias! Orem por mim!!!

(Controle de perda de Peso: 89 kg => 87 kg)

Fotos

5ª Etapa Circuito Riviera – Um desrespeito com os atletas!!!

A corrida do último domingo mostrou o quão incompetente e desrespeitosa uma organização de prova pode ser. Eles inventaram de fazer uma prova mais longa, de 8 km, dentro do minúsculo bairro de Riviera de São Lourenço. Criaram um percurso horrível cheio de zig-zag’s dentro da floresta. Tivemos que correr no mato! Parecia Cross Country! RIDÍCULO!!!
Mas o pior ainda estava por vir: eu estava firme e forte no meu objeto de chegar entre os 10 primeiros colocados, pois estava em 7º lugar, faltando apenas 400 metros para terminar a prova. Então, quando eu sai do trecho de floresta, não havia ninguém do staff para indicar a direção correta. Nenhum batedor estava por perto e os poucos fiscais estavam conversando, dando risadas e mexendo no facebook bem longe do lugar mais crítico da prova. Resultado: entrei em um caminho errado. Ao invés de virar à esquerda e terminar a prova, virei à direita e fiz todo trajeto de floresta de novo. E o que era para ser uma prova de uns 34 minutos se transformou em um péssimo tempo de 42’19”. Um lixo!
Como se não bastasse, ainda descobri que eu não estava em 7º, pois o atleta que estava imediatamente na minha frente chegou em 3º lugar. Ou seja, outros atletas também erraram o caminho e eu deveria ter chegado em 4º lugar no geral e 1º lugar na categoria. Mas graças a péssima organização da SOBLOCO (empresa que organiza o circuito) todo meu trabalho foi por água a baixo.
A única coisa boa dessa prova foi perceber que eu já estou bem mais leve e, apesar de ainda estar 13 kg acima do peso que eu estava antes de parar de correr, já estou sendo capaz de correr entre os primeiros no Circuito Riviera.
Agora terei 3 semanas para treinar para a próxima corrida que será a 1ª etapa do Campeonato Santista.

Os treinos continuam! Orem por mim! Até a próxima!!!

(Controle de perda de Peso: 90 kg => 89 kg)

Fotos

Reportagem

Perdendo peso…

Próximo de completar 3 meses de volta às corridas, 14 kg já se foram. Passei de 103 kg para 89 kg. Daí eu fui ver minhas fotos de antes da dieta sem muitas expectativas, pois ainda não tinha percebido muita diferença visualmente. Mas me impressionei com o que vi. E como 1 imagem vale mais do que 1000 palavras, vou deixar esta montagem falar por mim. Abraço a todos!

EvolucaoFisica

10 km Tribuna FM – Objetivo alcançado!!!

Consegui! Depois de 3 anos, estou de volta à Elite B dos 10 km Tribuna FM!!!
Foi na conta do chá! Completei a prova quase no limite do índice para me classificar na categoria. Mas graças a Deus deu tudo certo! Valeu a pena todo esforço, dedicação aos treinamentos e principalmente a briga contra a balança. Dizer que eu tive apoio para isso seria injusto, pois sabemos que, quando temos um objetivo, ninguém se importa com ele a menos que isso favoreça os outros de alguma forma. Se o objetivo é só seu, pode crer, ninguém vai estar nem aí para você ou para o seu esforço! Desculpem o desabafo, mas essa é a mais pura realidade. Quando você se predispõe a se esforçar por alguma coisa e gastar algum tempo com isso, a impressão que dá é que isso incomoda as pessoas que estão a sua volta. Mas tudo bem… o importante é saber que Deus esteve comigo o tempo todo. Sem o apoio dEle não adianta ter o apoio de todos. E se Ele me apoiar eu não preciso de mais NADA!

Logo na largada eu vi que teria problemas para conseguir manter o meu ritmo: o povão! Seria difícil sair em um ritmo bom para manter o pace mínimo de 4’35”/km com tanta gente na minha frente fazendo festa e dando tchauzinho para os moradores do bairro durante o percurso. Então eu dei um jeito de me infiltrar na turma da elite b e largar jundo com eles. Foi o único jeito.
Nos primeiros kms eu estava muito bem, mantendo um ótimo pace de 4’20”. Mas minha ansiedade mais uma vez me atrapalhou na noite anterior. Eu estava tão eufórico para participar dessa corrida que não consegui dormir e corri praticamente virado. Com isso eu acabei perdendo o ritmo no Km 7 e quase botei tudo a perder. Comecei a rodar com horríveis 5 minutos / km.
Quando passei no km 9 o relógio marcava 41’27”. Então pensei: “Vixe… não vai dar! Se eu não correr este último km em 4’30” jogarei fora todo meu esforço”. Isso me deixou com raiva! Tanto que eu passei a apertar o ritmo e não me importei mais com a tontura que eu estava sentindo e nem com as dores nas panturrilhas e quadríceps. Consegui finalizar o último km exatamente com 4’30” e fechei a prova com 45’57”. Ufa… foi por pouco, mas consegui!!!
Abaixo minhas parciais:
Parciais

Depois foi só comemorar na barraca da galera da Superação. Todos na equipe estavam muito felizes, pois foi mais um ciclo que se fechou e que conseguimos colher bons frutos de nossos esforços. Parabéns a todos! Ano que vem tem mais com certeza!!!

 

É isso aí pessoal… mais um desafio cumprido e outros estão pela frente. Preciso agora emagrecer, sentar a bota nos treinos, voltar aos meus melhores tempos para, enfim, retomar meus objetivos mais ousados. Teremos o início do Campeonato Santista e o resto das etapas dos Circuitos Riviera e das praias. Muita coisa boa vem por aí!

Volto com notícias. Orem por mim! Abraço!

(Controle de perda de Peso: 94 kg => 90 kg)

Fotos

4ª etapa Circuito Riviera – Bem melhor…

Fala aê, galera! Surpresa: houve uma reviravolta durante a semana e eu consegui grana para pagar a inscrição da 4ª etapa do Circuito Riviera. Mas quase não consegui me inscrever, pois eu não sabia que não era permitida a inscrição no dia da prova. Felizmente a Márcia, da TH5, conseguiu um número para mim minutos antes da largada e eu pude correr!

PercursoRiviera6km

Essa prova era importante para avaliar a minha melhora desde a última etapa (1 mês atrás), pois a prova também seria de 6 km. Porém, não foi exatamente o mesmo percurso (vide imagem), pois esta tinha 100 metros a mais. Isso sem falar no Sol e calor ainda mais escaldante do que na etapa anterior. Além disso o trajeto estava bem mais difícil e acidentado. O ar seco de quase 1 mês sem chuvas no litoral paulista fez com que as vias que eram de terra batida se transformassem em areias fofas do tipo desértica. O ar estava tão difícil de respirar que dava para ver a poeira voando e vindo direto nas nossas narinas. E para completar, devido a falta de sinalização durante a prova, eu (e outros também) errei o percurso e tive que retornar, perdendo assim, quase 15 segundos.

Com tudo isso eu digo: valeu muito a pena o sacrifício, pois, enquanto quase todos os corredores aumentaram pelo menos 1 minuto em relação à última prova, eu, com toda essa dificuldade, ainda corri 2 minutos mais rápido. Fechei a prova em 27′ cravados. Média exata de 4′ 30”. E poderia ter ido bem melhor se não fosse aquela entrada errada durante a prova. Mas tudo bem. Valeu pela melhora e por ver que estou no caminho certo.

Bom… agora sim, o foco é total para os 10 km Tribuna FM, em Santos. Terei 3 semanas para treinar e fazer bonito na maior prova de 10 km do Brasil. Preciso correr abaixo de 46′ para conseguir índice para a Elite B do ano que vem. Espero que eu consiga. Isso me dará ainda mais motivação para continuar treinando e voltar a minha forma física e técnica de 4 anos atrás.

Volto com notícias! Até a próxima!

Orem por mim!

(Controle de perda de Peso: 95 kg => 94 kg)